Por que adotar softwares especializados para gerir processos de Segurança e Saúde do Trabalho (SST)?

No Brasil, a automatização de processos relacionados a Segurança e Saúde do Trabalho (SST) ainda engatinha nas empresas. Porém, o cenário precisa mudar, pelo bem das próprias corporações: o eSocial, projeto do Governo Federal que unifica informações e consolida as obrigações acessórias da área trabalhista e previdenciária em uma única entrega, modificará a realidade, pois aumentará a cobrança de aplicação prática das legislações destas duas áreas, bem como ampliou a visibilidade sobre tais práticas – ou a ausência delas – nas empresas, o que expande os subsídios do governo para aplicabilidade de sanções legais a companhias que descumprirem as obrigações.

Este cenário dá uma ideia da importância do investimento em tecnologia para gestão de SST: conformidade, segurança legal. A partir da entrada em vigor do eSocial, agora em 2018 e SST em 2019, haverá uma grande mudança no cenário da fiscalização da SST, que hoje atinge no máximo 4% das empresas, mas passará a ser 100% online. O comitê gestor do eSocial tem uma projeção de arrecadação de aproximadamente R$ 20 bilhões/ano, ou seja, uma vez enviada, toda informação não gerenciada poderá ser uma “prova” contra as empresas de ações regressivas do INSS, fiscalização por parte do ministério do trabalho e de outros órgãos de fiscalização.

Com tecnologia para gestão especializada de SST, fica mais fácil acompanhar de perto não só o atendimento ao eSocial como principalmente o cumprimento das metas propostas pelos programas de SST (PPRA, PCMSO, PCMAT, PGR, PCA, PPR, entre outros), e também como investir em melhoria contínua para evitar problemas futuros.
Um software especializado e dedicado à área de SST, interligado e compartilhado com softwares de gestão (ERP), sistemas de folha e estoque, gerará um ambiente de informações de qualidade elevada, distribuídas de forma centralizada e de fácil gerenciamento. Isso, somando à expertise de fornecedores especializados, garante o melhor gerenciamento de todas as áreas envolvidas na gestão da própria empresa, resultando em um cenário de maior conformidade, segurança, produtividade e tranquilidade para os gestores.

Outro ponto fundamental é o investimento e contratação de mão de obra especializada e capacitada com vivência e conhecimento da área de gerenciamento SST de forma que saibam lidar com os dados e recursos entregues pelos sistemas, ou com todas as possibilidades que estes entregam, aproveitando assim ao máximo das informações geradas.

Profissionalizar e equipar com tecnologia de ponta a gestão de SST é melhorar o ambiente corporativo para gestores e colaboradores. É assegurar conformidade e segurança à gestão. É passar de um cotidiano de incertezas e riscos para uma rotina pautada em assertividade. É ganhar tranquilidade e produtividade – o que, certamente, resultará em aumento da competitividade.

Porque o RSData?

Contar com uma base legal vinculada ao próprio software, aliado com a facilidade de operação, confiabilidade, segurança e rastreabilidade da informação, também produtividade e agilidade aos processos de SST, estaremos falando do melhor dos mundos.